O Colete…

Quando falo dessa peça, que pode ser masculina ou feminina, me refiro à parte específica que cobre o tórax e abdome; deixando expostos os braços. Logo, essa peça não tem mangas e nem gola.
Na maioria dos casos, a primeira imagem que nos vêm à mente (principalmente na do homem) quando ouvimos COLETE, é a peça utilizada pelos salva-vidas, no intuito de não deixar alguém se afogar; ou mesmo, aquele colete à prova de balas, usado pela Polícia. Não é verdade?

Mas na verdade, o colete é mais utilizado como um acessório do vestuário masculino; ou seja, ele complementa o visual. Podendo ser a “grande atração” do visual, ou não.
Hoje, é possível encontrar de todas as cores, texturas, estilos e preços. Mas em minha modesta opinião, ainda considero os de alfaiataria, os melhores. Com corte, caimento e costura moldados ao corpo da pessoa, a diferença é notória. Fica a dica: podendo mandar fazer um, você terá uma peça totalmente exclusiva.
O colete é tão importante no combo (visual) masculino, que pode alterar completamente o estilo do cara. Ex: um colete formal sobreposto a um visual informal. (veja a foto).

Você sabia que o uso do colete (ou não) altera até mesmo o nome do vestuário masculino? Pois é, pra nunca mais você confundir Terno com Costume, eis a explicação:
Usou colete, é Terno (palavra utilizada para 3 elementos: calça, colete e blazer. Todos do mesmo tecido).
Não usou colete, é Costume (mais habitual nos dias atuais). Composto apenas de calça e blazer do mesmo tecido. Fácil né?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre essa estilosa peça do vestuário masculino, não tenha medo de ser feliz e arrisque compor em seu visual um belo colete.
Ah, só tome cuidado se você estiver acima do peso, pois essa peça delimita exatamente a parte que mais incomoda os homens: a barriga!
Abração.

Comentários

comentários

Author: admin

Share This Post On
468 ad

1 Comment

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »