Camaleoa

Oi, pessoal!
Aproveitando o debate sobre qual versão da minha pessoa vocês preferem: Loira ou Morena (Dê sua opinião também, aqui), decidi fazer um post e contar um pouquinho da minha história capilar!rs
Loira ou Morena?
Pra falar sobre meu cabelo, primeiro preciso falar da minha “genética” (Cuma?! Calma vcs já vão entender!). 
É que cresci vendo as mulheres da família da minha mãe, sempre com o mesmo corte, cor e tamanho. Já na família do meu pai, o pessoal era mais arrojado, inclusive meu pai, que já foi louro platinado, preto azulão, super pra frente! Nunca pude dar uma referência, tipo: “Ah! Minha tia é aquela loira”, porque eles mudavam de cabelo quase que todo mês. rs
Então, cresci achando que nessa parte tinha puxado à família da minha mãe, que nunca ia mudar e teria pra sempre o mesmo cabelo, só que…não foi bem assim.
Como podem ver, já mudei bastante!hehe
Bem, desde criança sempre tive cabelão e franjinha. Fui uma típica menina “castanha”, sabe? É! Cabelo castanho, olhos castanhos, pele branca (meio amarelada)…aquela pessoa igual a maioria. Sério! Procura nas fotos da sua infância e vc vai achar uma pessoa castanha, tenho certeza!kkk Isso se vc não for uma delas :P). Foi assim até os meus 24 anos! 
Haha! Olha eu piquerrucha! Quase o primo It da Família Adams! Tinha muito cabelo! E essa bermuda? Já vi em algum lugar…:P
Sempre quis mudar, mas nunca tinha coragem! Era daquelas que diziam pra(o) cabelereira(o): “Quero mudar, mas sem tirar o comprimento.”  Se identificou? haha
Pra ajudar, Pablo era extremamente apegado ao meu cabelão; ele dizia que era cabelo de comercial de shampoo. kkkk (só ele fala essas coisas *-*) E isso só me fazia ficar com mais medo de cortar, mas mesmo assim, eu sempre comentava com ele que tinha vontade de cortar o cabelo tipo chanel, só que mais comprido na frente e ele sempre rejeitando a ideia. 
 Até que… um dia, ele disse que eu ia ficar bem com esse corte e
me deu apoio pra fazer a mudança. 
Ui! Que frio na barriga, gente! Não tinha mais desculpas agora. Aquela era a chance de finalmente fazer uma mudança radical no meu visual. Peguei minha coragem e fui pro salão.
Essa é claro foi minha foto de perfil no Orkut! kkk
 A responsável foi a Patrícia Maia e ela ar-ra-sou! O corte e a cor ficaram perfeitos! Todo mundo aprovou! E eu fiquei tão feliz e satisfeita com o resultado, que os genes paternos despertaram e desde então sou adepta àquela filosofia: “É só cabelo. Cresce!” Acreditam? Pois é a mais pura verdade. 
E cada vez que eu visitava a Paty, fazia algo diferente: fiz mechas muy tímidas, depois radicalizei e fiquei loiríssima. Pro casório, fiz uma surpresa pra Pablo e fiz aquele primeiro cabelo (chanel e pretinho) pra realizar o desejo dele (porque toda vez, que vou ao salão ele pergunta com aquele olhar de gato de botas: “Vc vai fazer aquele cabelo de novo?!” Tadinho…)
Assim que cresceu um pouquinho, fiz luzes bem bem suaves…

Depois, surpreendi: loiríssima e com sidecut. Yeahhh!!!

Versão Outono/Inverno 2014: um marrom quente e franja
A versão atual: prático!
Acontece, que eu passei a gostar de mudar e cada vez que meu cabelo cresce e eu tenho que voltar pra cortar, eu quero mudar e fazer algo novo! 
Por exemplo, a última vez que cortei foi no meu níver em janeiro, eu adorei esse corte; é super prático, tá td mundo achando lindo, mas eu já quero fazer algo novo, na verdade é algo que já tem uns dois anos que quero fazer e não consigo. O que será??? Alguém arrisca um palpite? 😉
Agora se você tem vontade de mudar seu cabelo, aqui vão umas dicas:
  • Pesquise, busque referências 
  • Peça a opinião de um profissional: ele vai te orientar com relação a cor, corte e tamanho ideais para seu tipo de rosto, pele e cabelo.
  • A mudança nos cabelos deve ser acompanhada de mudança no look também. Como assim?! Exemplo: meu cabelo está curto, então procuro usar roupas que o valorizem, como gola alta e detalhe nas costas. 
  • Use cores nas roupas e na make, que realcem o tom do seu cabelo e pele.
  • Se você ainda não tem coragem pra radicalizar, você pode variar fazendo penteados. Hoje em dia, tem tutoriais dos mais simples aos mais elaborados. 

Sem desculpa, hein?!rs
O importante é que você esteja bem consigo mesma. Se deseja mudar, então tome coragem e mude. Se está satisfeita como está, então aprimore-se!
#ame-se
#respeite-se

#ficaadica

Comentários

comentários

Author: admin

Share This Post On
468 ad

3 Comments

  1. Luuu, eu também já passei por tanta coisa igual a você em relação ao cabelo que eu estou até de bom humor rs.Tive cabelo cacheado as eu queria alisar pois eu via as meninas fazendo e resolvi fazer e resultado: Meu cabelo caiu e ficou ressecado; quando eu cortei eu tinha 20 anos(hoje estou com 22) e adorei o resultado meu pai aceitou mais ou menos;Cisme de tonalizar e resultado de novo: Meu cabelo caiu e resolvi cortar 3 dedos e esse corte como você viu no meu Facebook teve uma aceitação diferente por parte do meu pai e do meu irão: Só faltara e baterem, pois homem adora longo(não entendo o porque). Você disse uma coisa que uma colega minha falou: Cabelo cresce, o segredo é cuidar e hidratar!! Adorei a sua foto do "Orkut", parece que você estava com 14 anos rs.Bjus 😀

    Post a Reply
    • Haha 14?? Mt bondade sua, Lú! Errou por singelos 10 anos!rs
      Mas os homens são assim msm, eles tem um apego pelo cabelo grande. Pablo aceitou depois que se interessou mais pelo mundinho fashion, mas dessa última vez quis cortar tipo "Joãozinho" e ele ficou como? Desesperado!!!rs
      Mas, como já descobrimos, cabelo cresce!
      ;)))

      Post a Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »